Não Vou Me Adaptar

Era pra ter postado dia 14, mas houveram problemas técnicos Mostrando a língua

Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia,

Eu não encho mais a casa de alegria.


Os anos se passaram enquanto eu dormia,


E quem eu queria bem me esquecia.



Será que eu falei o que ninguém ouvia?


Será que eu escutei o que ninguém dizia?


Eu não vou me adaptar.



Eu não tenho mais a cara que eu tinha,


No espelho essa cara já não é minha.


Mas é que quando eu me toquei, achei tão estranho,


A minha barba estava desse tamanho.



Será que eu falei o que ninguém ouvia?


Será que eu escutei o que ninguém dizia?


Eu não vou me adaptar.

Nando Reis
Anúncios

Sonhos

Maio de 2009… 4 anos de blog, 3,5 desde a primeira postagem e só nos últimos meses tenho abadonado os posts. No começo não era tão evidente, não postei em abril e junho, outubro e novembro de 2008… Mas, depois do texto de dezembro, só voltei aqui em abril…
Trágico não? Seria, se eu tivesse leitores Mostrando a língua É um pouco triste sim, visto que cada música, cada poema daqui marca um momento de minha vida. Juntos, contam minha história nesses 3 anos e meio. Mas o vazio também representa algo. Mostra que ando ocupada, me dedicando à engenharia (e namorando um pouquinho, porque eu também sou filha de Deus Mostrando a língua). Por isso resolvi dedicar uma musiquinha a esta "vilã", a engenharia ambiental, que ocupa (quase) todas as minhas horas.

"Tudo era apenas brincadeira
E foi crescendo, crescendo, me absorvendo
E de repente eu me vi assim
Completamente seu

Vi a minha força amarrada no seu passo
Vi que sem você não há caminho, não me acho
Vi um grande amor gritar dentro de mim
Como eu sonhei um dia

Antes o meu mundo era mais mundo
E todo mundo admitia
Uma mudança muito estranha
Mais pureza, mais carinho, mais calma, mais alegria
No meu jeito de me dar

Mas não tem revolta não
É melhor que caminhar vazio
A esperança é um dom
Que eu tenho em mim,
Eu tenho sim
Não tem desespero não
Você me ensinou milhões de coisas
Tenho um sonho em minhas mãos
Amanhã será um novo dia
Certamente eu vou ser mais feliz."

Peninha