Hero

Mariah Carey
There’s a hero, if you look inside your heart.
You don’t have to be afraid of what you are.
There’s an answer, if you reach into your soul,
And the sorrow that you know will melt away.

And then a hero comes along, with the strength to
carry on,
And you cast your fears aside, and you know you can
survive.
So when you feel like hope is gone,
Look inside you and be strong,
And you’ll finally see the truth, that a hero lies in
you.

It’s a long road, when you face the world alone.
No one reaches out a hand for you to fall.
You can find love, if you search within yourself,
And the emptiness you felt will disappear.

And then a hero comes along, with the strength to
carry on,
And you cast your fears aside, and you know you can
survive.
So when you feel like hope is gone,
Look inside you and be strong,
And you’ll finally see the truth, that a hero lies in
you.
Lord knows, dreams are hard to follow.
But don’t let anyone, take them away- ay ay.
Hold on, there will be tomorrow.
In time, you’ll find the way. 

That a hero lies in… you
That a hero lies in… you.

Procura-se um Amigo

 Vinicius de Moraes

Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.